Marido de Sara Mariano planejava assassinato da cantora desde setembro

Ederlan Mariano, marido da pastora e cantora gospel Sara Mariano, começou a planejar o assassinato da mulher no mês passado e contou com a ajuda de comparsas para cumprir seu objetivo.  “As investigações dão conta de que toda a trama para levar a vítima ao local do crime começou a partir de 24 de setembro”, afirmou o delegado Evaldo da Costa em entrevista à TV Bahia, afiliada da Globo. “As coisas se iniciaram aqui em Salvador”, detalhou.

A busca pelo suspeito de matar a cantora gospel Sara Mariano, em Salvador, Bahia, chegou ao fim na madrugada deste sábado (28/10). O marido da religiosa, Ederlan Mariano, foi levado para a delegacia após ter o pedido de prisão decretado pela Justiça e confessou o crime.

Antes de ter o pedido de prisão decretado, Ederlan Mariano fez um vídeo ao lado da filha de 11 anos, aos prantos, pedindo ajuda para localizar Sara, que era considerada desaparecida desde terça-feira (24/10). Além disso, ele publicou um áudio chorando nas redes sociais (clique aqui para ouvir). Quando os agentes encontraram o corpo, Ederlan fez o reconhecimento após encontrar um anel e uma sandália usados por ela.


0

Corpo carbonizado

Na última sexta-feira (27/10), Sara Mariano foi encontrada morta e carbonizada em Salvador, na Bahia. A cantora gospel estava desaparecida desde terça-feira (24/10), quando saiu para um encontro religioso de mulheres. Ederlan Mariano, marido da artista, fez o reconhecimento do corpo após encontrar um anel e uma sandália usados por ela, porém, o Departamento de Polícia Técnica ainda fará a identificação oficial. As informações são do G1.

A irmã de Sara, Soraya Freitas, se manifestou nas redes sociais logo após a notícia, mesmo sem a confirmação da polícia. “Por que, meu Deus? Tão linda, amava tanto a filha”, disse. A moça questiona a versão de Ederlan, que informou não saber o nome nem qual evento a cantora havia ido antes de sumir.

“Ela sempre teve agenda cheia pra sair de Salvador e louvar. O esposo dela não me contou nada, disse que não sabe qual é a igreja, não tem o endereço, só a cidade”, falou Soraya, ressaltando que as informações “não batem”. Ainda segundo Soraya, Sara teria dito para a mãe, Dolores Freitas, que tomaria uma decisão importante no dia que desapareceu, mas sem dar maiores detalhes.

“A gente sempre tinha contato, ela era bem vaidosa. Além da distância, a gente tinha uma comunicação pelo WhatsApp. E ela falava sobre o que vinha acontecendo, mas têm muitas coisas que estão erradas, que não batem”, lembrou.


Posted

in

by

Tags:

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *